PISOS E REVESTIMENTO BARATOS – DICAS E PREÇOS

Pisos e revestimento são uma das partes mais importantes de uma construção ou reforma.

Os pisos e revestimento brasileiros ganharam qualidade e excelência em acabamento, design garantindo melhor harmonia e beleza na decoração de uma casa ou apartamento.

Em muitos casos os pisos e revestimento substituem o uso de tinta na parede ou mesmo a textura, alem de mais higiênico e fácil de limpar, os pisos e revestimento usados em parede oferecem maior economia e durabilidade.

Pisos para revestimento barato, onde comprar pisos e revestimentos?

Engana-se quem pensa que pisos e revestimentos custam muito caro, é possível encontrar pisos para revestimentos baratos nas principais lojas de materiais para construção que sempre oferecem promoções de pisos e revestimentos baratos em seus setores de ponta de estoque.

Preços dos pisos e revestimentos

Os preços dos pisos baratos são influenciados pela marca, modelo, qualidade da cerâmica utilizada ou mesmo pisos baratos de segunda qualidade.

Como Escolher Corretamente o Piso, Azulejo e Revestimento:

Leve em consideração os seguintes requisitos:

Procedência do Produto: se tem informações sobre o fabricante (telefone, endereço) e indicação de estar de acordo com as normas.

Local de Aplicação (parede ou piso): área residencial, comercial ou industrial.

Trânsito no Local: de pessoas, de veículos, de móveis que são arrastados – para determinar o Índice PEI do produto que será comprado.

Umidade no Local: para determinar o Grupo de Absorção do produto – para locais mais úmidos, recomendam-se produtos com baixa absorção.

Metragem do Local (m2): para cálculo da quantidade de peças necessárias.

Observações sobre os pisos e revestimentos:

Os revestimentos cerâmicos também são classificados segundo teste de resistência do esmalte da peça ao desgaste por abrasão. Essa classificação é conhecida como Índice PEI, onde são indicados os ambientes mais adequados para sua aplicação.

PEI 1: Produto recomendado para ambientes residenciais onde se caminha geralmente com chinelos ou pés descalços. Exemplo: banheiros e dormitórios residenciais sem portas para o exterior.

PEI 2: Produto recomendado para ambientes residenciais onde se caminha geralmente com sapatos. Exemplo: todas as dependências residenciais, com exceção das cozinhas e entradas.

PEI 3: Produto recomendado para ambientes residenciais onde se caminha geralmente com alguma quantidade de sujeira abrasiva que não seja areia e outros materiais de dureza maior que areia (todas as dependências residenciais).

PEI 4: Produto recomendado para ambientes residenciais (todas as dependências) e comerciais com alto tráfego. Exemplo: restaurantes, churrascarias, lojas, bancos, entradas, caminhos preferenciais, vendas e exposições abertas ao público e outras dependências.

PEI 5: Produto recomendado para ambientes residenciais e comerciais com tráfego muito elevado. Exemplo: restaurantes, churrascarias, lanchonetes, lojas, bancos, entradas, corredores, exposições abertas ao público, consultório, outras dependências.

Como Armazenar Peças Sobressalentes:

Armazene as embalagens que sobraram em ambientes protegidos do sol e da chuva.

Evite lugares muito úmidos ou com possibilidades de empoçamento de água.

Mantenha as embalagens secas e em posição vertical.

Limpeza:

Nunca utilize ácido para a limpeza dos revestimentos cerâmicos, ele corrói o esmalte, propiciando a entrada de agentes agressivos sob sua base.

Sua conservação e limpeza podem ser feitas com uma simples solução de água e detergentes neutros.

Pisos e revestimentos produzidos no Brasil

O Brasil é o quarto maior produtor mundial de Revestimento Cerâmico (pisos, azulejos,revestimentos), ficando atrás apenas de China, Itália e Espanha, e é o terceiro maior exportador mundial de pisos e azulejos. Em 1997, foram produzidos 383,3 milhões de metros quadrados de revestimentos cerâmicos, entre pisos e azulejos, volume 13,94% maior que o de 1996. Do total produzido, foram vendidos no mercado interno 339,8 milhões de metros quadrados, ou seja, mais de 88% da produção nacional. Consequentemente, o faturamento das indústrias do setor cresceu, alcançando a marca de US$ 1,9 bilhão, o que representa um aumento de 15,3% em relação ao ano anterior.

Pesquisas Relacionadas - >> , , , , , ,